Minas Gerais

Secretaria de Fazenda atinge nível máximo em avaliação de prevenção e combate à corrupção

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais (SEF/MG) atingiu o nível máximo na avaliação aplicada pela plataforma e-Prevenção, que é uma ferramenta elaborada e disponibilizada pelo Programa Nacional de Prevenção e Combate à Fraude e à Corrupção (PNPC). Graças à participação na avaliação e ao resultado alcançado, a SEF/MG recebeu um selo de qualidade, que representa o compromisso da instituição com a promoção da integridade e da ética, contribuindo para um setor público visto pela sociedade como honesto.

Para participação na avaliação, foi criado um grupo de trabalho (GT e-Prevenção) reunindo servidores representantes de todas as unidades, coordenado pela Corregedoria da SEF (Corsef). Durante todo o mês de agosto, as informações foram apuradas e inseridas na plataforma. Foram respondidas mais de 180 questões divididas em cinco grupos:

  1. Prevenção (gestão da ética e integridade, controles preventivos, transparência e accountability);
  2. Detecção (controles detectivos, canal de denúncias, auditoria interna);
  3. Investigação (pré-investigação, execução da investigação, pós-investigação);
  4. Correção (ilícitos éticos, administrativos, civis e penais);
  5. Monitoramento (monitoramento contínuo e geral).

Considerando ações e procedimentos que contribuem para “níveis aceitáveis de suscetibilidade à corrupção”, cuja avaliação contempla as classificações “muito baixo”, “baixo”, “médio”, “alto” e “muito alto”, a SEF atingiu, na média, a pontuação máxima. O próximo passo é o recebimento de um plano de ação com os pontos que necessitam de aprimoramento. A avaliação será aplicada a cada dois anos e não tem objetivo de estabelecer um ranking entre os entes participantes.

Divulgação

Apresentação

O resultado da avaliação da plataforma e-Prevenção foi apresentado em reunião virtual ocorrida nessa segunda-feira (13/9), com a participação da alta administração da secretaria, dos superintendentes centrais e regionais, assessores e gestores de unidades.

Leia Também:  Educação disponibiliza conteúdos complementares para rede pública de ensino

O secretário adjunto de Fazenda, Luiz Claudio Gomes, enfatizou a importância da avaliação, que ratificou o comprometimento da Secretaria de Fazenda com as boas práticas de gestão, de integridade e ética, e lembrou que o relatório será um norteador das ações de prevenção e combate à corrupção na SEF. Ele também destacou que o selo é mais um fator positivo na atração de investimentos para Minas Gerais.

“Está havendo uma mudança de paradigma das empresas, principalmente, nas interessadas em investir em Minas Gerais. Existe uma preocupação com a questão da probidade do Fisco, da segurança jurídica dos procedimentos, e isso tem influenciado e muito na atração de investimentos. Os contribuintes querem a garantia de que não haverá quebra de regras e que há confiabilidade do Fisco. O investidor quer segurança”, salientou o secretário adjunto.

O corregedor-chefe da SEF, José Henrique Righi Rodrigues, que coordenou os trabalhos, reforçou o sentimento de todos os servidores da secretaria, de muito orgulho do resultado alcançado.

“Frente aos resultado obtidos, fruto da seriedade, do comprometimento, do profissionalismo, do empenho e dos cuidados com a excelência na prestação do serviços públicos que os servidores da SEF/MG sempre demonstraram, conseguimos obter a marca, o selo, como participantes do Programa Nacional de Prevenção à Corrupção”, afirmou Rodrigues.

O programa, segundo ele, materializa o exemplo de boa vontade em contribuir para um setor público visto pela sociedade como honesto, o compromisso com a sociedade para a implementação de boas práticas de prevenção, detecção, investigação, correção, monitoramento e transparência, valorizando e incentivando o melhoramento dos padrões de integridade.

Leia Também:  Romeu Zema discute plano de desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri

“Atingimos o grau avançado de aderência às boas práticas em um nível muito alto do nosso poder de regulação. Nos orgulhamos muito do nosso resultado. O Estado de Minas Gerais e a sociedade mineira agradecem”, complementou o corregedor-chefe da SEF/MG.

Sobre o PNPC

O Programa Nacional de Prevenção à Corrução, lançado em 20 de maio de 2021, é uma proposta inovadora adotada pela Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla), com coordenação e execução da Rede de Controle nos Estados, patrocinada pela Controladoria-Geral da União (CGU) e pelo Tribunal de Contas da União (TCU). O programa é voltado a todos os gestores das organizações públicas (das três esferas de governo e dos três poderes em todos os estados da federação) e tem o objetivo de reduzir os níveis de fraude e corrupção no Brasil a patamares similares aos de países desenvolvidos. 

Por meio de uma plataforma de autosserviço on-line contínua, o gestor terá a oportunidade de avaliar sua instituição, descobrindo previamente os pontos mais vulneráveis e suscetíveis a falhas. A partir desse diagnóstico, ele terá acesso a um plano de ação específico que apresentará sugestões e propostas adequadas às necessidades da sua entidade.  

O programa oferece ainda orientações, treinamentos e modelos, além de dispor de parcerias com órgãos e entidades públicas e privadas para implantação dos mecanismos de controle à corrupção. 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Minas Gerais

Minas distribui mais de 633 mil doses de vacinas contra a covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) iniciou, neste sábado (25/9), o repasse de 633.030 doses de imunizantes contra a covid-19 às Unidades Regionais de Saúde (URSs). São 544.050 doses da Pfizer e 88.980 da AstraZeneca. Esta remessa faz parte do 53º lote de vacinas contra a covid-19.
 

A tabela com as doses que serão distribuídas por municípios será divulgada em breve pela SES-MG.

As doses do imunizante da Pfizer são destinadas para o reforço da vacinação de pessoas imunossuprimidas, que tenham 28 dias de aplicação da segunda dose, e idosos de 79 a 75 anos de idade, que tenham 6 meses da aplicação da D2.

As doses serão destinadas, ainda, para completar o esquema de vacinação (D2) de pessoas de 50 a 54 anos de idade, de trabalhadores industriais e de caminhoneiros. Além disso, a Pfizer também será utilizada para iniciar a vacinação (D1) de adolescentes de acordo com os critérios de prioridade.

A vacina da AstraZeneca deverá ser aplicada como D2 nos grupos de trabalhadores da indústria, trabalhadores da saúde, trabalhadores de transporte coletivo, caminhoneiros, pessoas de 55 a 59 anos e pessoas de 50 a 54 anos.

Leia Também:  "A Fazenda 12": Cartolouco completa 26 anos e ganha beijo de Luiza Ambiel

Até essa sexta-feira (24/9), o Governo de Minas repassou aos municípios 24.945.029 doses de imunizantes contra a covid-19. O percentual de cobertura vacinal com a primeira dose já ultrapassou 88,8% da população acima de 18 anos e a segunda dose já alcança 48%.

Tendo em vista o objetivo principal da vacinação, de reduzir casos graves e óbitos pela doença, é fundamental alcançar altas e homogêneas coberturas vacinais. Para tanto, a SES-MG mantém todos os esforços para agilizar a distribuição das doses às Regionais de Saúde e garantir que a vacina seja aplicada em todo o público-alvo.

Logística

Receberá vacinas por aeronaves do CBMMG a seguinte URS:

-SRS Governador Valadares

Retirarão as vacinas na Rede de Frio da URS polo, ou receberão em sua própria Rede de Frio por meio do transporte de outra URS, as seguintes URSs:

–      GRS Ituiutaba (pegar com SRS Uberlândia)
–      GRS Januária (pegar com SRS Montes Claros)
–      SRS Juiz de Fora (pegar com GRS Leopoldina)
–      SRS Manhuaçu (pegar com SRS Ponte Nova)
–      SRS Passos (pegar com SRS Alfenas)
–      SRS Pouso Alegre ( pegar com SRS Varginha)
–      SRS Teófilo Otoni (pegar com GRS Pedra Azul)
–      GRS Ubá (pegar com GRS Leopoldina)
–      SRS Uberaba (pegar com SRS Uberlândia)
 

Leia Também:  Estado lança campanha de combate à violência contra a pessoa idosa

Retirarão as vacinas na Central Estadual de Rede de Frio, as seguintes URSs:

– SRS Belo Horizonte
– SRS Montes Claros
– GRS Itabira
– GRS São João del-Rei
– SRS Alfenas
– SRS Barbacena
– SRS Diamantina
– GRS Leopoldina
– SRS Patos de Minas
– GRS Pirapora
– SRS Ponte Nova
– SRS Varginha
– SRS Cel. Fabriciano
– SRS Divinópolis
– GRS Pedra Azul
– SRS Uberlândia
– GRS Unaí

Quantitativo

Acesse vacinaminas.mg.gov.br/ e acompanhe o quantitativo de doses recebidas pelo estado a cada remessa e as principais informações sobre a vacinação contra a covid-19 em Minas Gerais.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ALPINÓPOLIS E REGIÃO

MINAS GERAIS

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA