Minas Gerais

Unimontes prorroga inscrições para programa de avaliação seriada

Publicados

em


Foi prorrogado para 18/10 o prazo final para inscrições no Programa de Avaliação Seriada para Acesso ao Ensino Superior (PAES/2020), da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes). A data-limite anterior estava prevista para 13/10, mas como se trata de um período pós-feriado e de recesso em parte da rede escolar, a instituição decidiu ampliar a data de cadastro de candidatos. 

O cronograma retificado está publicado no portal www.paes.unimontes.br. Da mesma forma, 18/10 é o último dia para quitar o boleto com a taxa de inscrição do processo seletivo. As provas continuam previstas para 19/12 de dezembro.

No PAES/2020 serão preenchidas 720 vagas em 63 cursos de graduação e tecnólogos oferecidos no campus-sede (478 vagas) e nos demais campi (242 vagas). A edição anterior foi adiada devido à pandemia e à necessidade de realização de novo processo licitatório para contratar empresa especializada na logística da realização das provas.

Inscrições

Os candidatos devem ficar atentos aos documentos e formulários exigidos no edital. O interessado deve se inscrever na etapa conforme o ano do ensino médio em que esteve matriculado em 2020. Por exemplo, o estudante que, em 2020, estava matriculado no 1º ano do ensino médio, deve se inscrever para a 1ª etapa.  

Leia Também:  Governo de Minas repassa R$ 10,75 milhões para a Santa Casa de Patos de Minas

As informações completas estão disponíveis, na íntegra, no comunicado publicado no site do PAES. Dúvidas podem ser enviadas para [email protected].

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Minas Gerais

Mais de 50 postos de combustível são fiscalizados pela Polícia Civil na capital

Publicados

em


PCMG / Divulgação

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), atenta ao contexto de aumento do preço de combustíveis veiculares em decorrência da greve de caminhoneiros, recém-finalizada nessa sexta-feira (22/10), realizou operação em Belo Horizonte e Região Metropolitana para fiscalização de postos fornecedores. Foram 50 postos visitados pelos policiais civis.

A ação policial foi organizada a partir de denúncias de consumidores reunidas desde 21/10 pela Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon), com relatos de preços abusivos cobrados por postos da capital e outras irregularidades, como ações de reserva e estocagem ilegal.

“A partir dos levantamentos, organizamos um roteiro para fiscalizações com quatro equipes do departamento, totalizando 50 policiais civis empenhados em ações operacionais e de inteligência”, explica o chefe do Departamento Estadual de Investigação de Fraudes, delegado Júlio Wilke.

Dois dos estabelecimentos fiscalizados em BH, localizados nas regiões Centro-Sul e Barreiro, apresentaram indícios de preços abusivos e serão investigados pela Decon. Um dos postos, inclusive, voltou o preço indicado no painel obrigatório com a chegada da polícia, com redução significativa de 30 centavos no litro do etanol e de 20 centavos no de gasolina.

Leia Também:  Missão do FMI viajará à Argentina para negociações de novo programa

A titular da Decon, delegada Danúbia Quadros, informa que a PCMG continua atenta a novas denúncias que possam surgir nos próximos dias.

“Os responsáveis pelos postos que estamos investigando, se constatadas irregularidades, podem responder por crimes contra as relações de consumo, previstos na Lei 8137/90”, conclui.

As denúncias podem ser encaminhadas à polícia por meio do Disque Denúncia Unificado 181 ou 197. O sigilo é garantido.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ALPINÓPOLIS E REGIÃO

MINAS GERAIS

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA