Minas Gerais

Educação inicia teleaulas do PET 6

Publicados

em


O 6° volume do Plano de Estudo Tutorado (PET), já disponibilizado para alunos da rede estadual, será trabalhado no programa Se Liga na Educação  a partir da próxima segunda-feira (16/11).

O novo ciclo dá sequência ao conteúdo do Regime de Estudo não Presencial desenvolvido pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG), durante a suspensão das aulas presenciais em prevenção à covid-19.

O material traz a mesma dinâmica de conteúdos e atividades, desenvolvidos por ano de escolaridade e etapa de ensino, de acordo com as diretrizes da Base Comum Curricular e do Currículo Referência de Minas Gerais.

Acesso

As apostilas estão disponíveis, de forma gratuita, no site estudeemcasa.educacao.mg.gov.br ou podem ser acessadas, também, pelo aplicativo Conexão Escola.

Para os estudantes que não têm acesso aos meios virtuais, o PET é entregue impresso da mesma forma como ocorreu com todas as outras edições do material. A logística e a organização para a entrega são feitas pelos diretores das escolas, de acordo com a realidade de cada comunidade escolar, sempre respeitando as determinações da Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Leia Também:  Educação faz balanço de 2020 e anuncia consulta pública para construção de estratégias para o ano letivo de 2021

Dúvidas

O programa Se Liga na Educação,  uma das ferramentas complementares ao Plano de Estudo Tutorado (PET), é transmitido na Rede Minas, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 12h30, incluindo período “Tira Dúvidas”, no qual os estudantes podem interagir e mandar perguntas para os professores que estão ao vivo no estúdio. A TV Assembleia também exibe as teleaulas (sempre as divulgadas na Rede Minas em semana anterior), de segunda a sexta-feira, das 7h às 9h (conteúdos voltados para o ensino fundamental) e das 19h30 às 22h30 (conteúdos voltados para o enisno médio).   

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Minas Gerais

Mais de 50 postos de combustível são fiscalizados pela Polícia Civil na capital

Publicados

em


PCMG / Divulgação

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), atenta ao contexto de aumento do preço de combustíveis veiculares em decorrência da greve de caminhoneiros, recém-finalizada nessa sexta-feira (22/10), realizou operação em Belo Horizonte e Região Metropolitana para fiscalização de postos fornecedores. Foram 50 postos visitados pelos policiais civis.

A ação policial foi organizada a partir de denúncias de consumidores reunidas desde 21/10 pela Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon), com relatos de preços abusivos cobrados por postos da capital e outras irregularidades, como ações de reserva e estocagem ilegal.

“A partir dos levantamentos, organizamos um roteiro para fiscalizações com quatro equipes do departamento, totalizando 50 policiais civis empenhados em ações operacionais e de inteligência”, explica o chefe do Departamento Estadual de Investigação de Fraudes, delegado Júlio Wilke.

Dois dos estabelecimentos fiscalizados em BH, localizados nas regiões Centro-Sul e Barreiro, apresentaram indícios de preços abusivos e serão investigados pela Decon. Um dos postos, inclusive, voltou o preço indicado no painel obrigatório com a chegada da polícia, com redução significativa de 30 centavos no litro do etanol e de 20 centavos no de gasolina.

Leia Também:  Minas celebra o Dia do Aviador e a primeira copilota policial civil do país

A titular da Decon, delegada Danúbia Quadros, informa que a PCMG continua atenta a novas denúncias que possam surgir nos próximos dias.

“Os responsáveis pelos postos que estamos investigando, se constatadas irregularidades, podem responder por crimes contra as relações de consumo, previstos na Lei 8137/90”, conclui.

As denúncias podem ser encaminhadas à polícia por meio do Disque Denúncia Unificado 181 ou 197. O sigilo é garantido.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ALPINÓPOLIS E REGIÃO

MINAS GERAIS

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA