Minas Gerais

Emater-MG renova frota para melhorar atendimento a produtores rurais

Publicados

em

Emater-MG / Divulgação

Para garantir o atendimento de qualidade aos produtores rurais, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) precisa estar sempre atenta às condições de sua frota. Na próxima semana, a empresa entregará, aos gerentes regionais, em cerimônia a ser realizada em Belo Horizonte, 39 veículos zero quilômetro. De acordo com o diretor Administrativo e Financeiro, Cláudio Augusto Bortolini, as unidades foram adquiridas com recursos próprios da empresa, com o objetivo de reduzir a idade média da frota de cerca de 1,3 mil automóveis, que atualmente supera sete anos de média.

“A Emater tem uma frota enorme em uso pelos extensionistas, então é constante a necessidade de renovação. Ao longo dos anos, sempre contamos com o apoio financeiro do Governo Federal, mas, com a pandemia e outras dificuldades, os recursos ficaram restritos. Para adquirir esses novos veículos, contamos com recursos de alienação de automóveis antigos, imóveis e também de economia no orçamento da empresa”, afirma Bortolini.

Entre os 39 novos automóveis, 25 são modelo Mobi 1.0 e 14 são pickups de médio porte, modelo Strada. Dentre estes, cinco veículos serão entregues para unidades que foram vencedoras nas metas do pacto por resultados. É que a Emater-MG instituiu, no final de 2021, o Pacto por Resultados, em que ficou estabelecido que sete unidades melhores colocadas teriam direito a um veículo zero quilômetro para uso da equipe, entre outros benefícios. Os extensionistas de São José do Divino, no Leste de Minas e Nova União, região Central já receberam os automóveis a que fizeram juz, pelo primeiro e segundo lugares. A lista de vencedores do desafio inclui ainda os municípios de Alterosa, no Sul de Minas, Santa Bárbara do Monte Verde e Dona Euzébia, ambos na Zona da Mata, além das Unidades Regionais de Cataguases e Viçosa. E, com recursos de emendas parlamentares, a frota da Emater-MG vai ser encorpada com mais seis pickups, que também chegarão aos extensionistas na próxima semana.

Leia Também:  Municípios e consórcios têm até 6/5 para se inscreverem em edital de coleta seletiva 

Projeto futuro: locação de veículos

O diretor Administrativo e Financeiro da Emater-MG, Cláudio Bortolini, anuncia que, paralelamente às aquisições de veículos, a empresa vai testar um modelo de locação, para garantir a locomoção das equipes de extensionistas em todo o estado. Já há um processo de licitação em andamento, atualmente na fase de tomada de preços, e o pregão para a escolha da empresa de locação de 160 automóveis deverá ser realizado no segundo semestre de 2022. “Em vez de desembolsar um valor alto na compra de várias unidades, teremos apenas o custo do aluguel, e a locadora assume a manutenção dos automóveis, para que se mantenham em estado de seminovos”, explica Bortolini.

Outra novidade é a implantação de um sistema de rastreamento dos veículos, que vem sendo feita pela Divisão de Logística da Emater-MG. Há expectativa de reduzir em pelo menos 15% o custo com os deslocamentos. Isso é muito significativo, pois, depois da folha de pagamento e benefícios, a manutenção da frota é o segundo maior custo da empresa”, conclui o diretor.

Leia Também:  UAI Juiz de Fora passa a oferecer serviços de atendimento do Detran-MG

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Minas Gerais

Governador prestigia posse do novo presidente do TJMG

Publicados

em

O governador Romeu Zema participou da posse do novo presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador José Arthur Filho, que assume o cargo para o biênio 2022-2024. A cerimônia ocorreu nesta sexta-feira (1/7), no Palácio das Artes, em Belo Horizonte.

Zema celebrou sua primeira participação presencial em uma posse da presidência do órgão, já que, durante a cerimônia de 2020, ele só pôde fazê-lo por videoconferência, em função da pandemia. “Fico muito satisfeito de o Tribunal mais uma vez ter feito um processo transparente, liso, e ter nomeado alguém com tanta capacidade”, disse, ao dar boas vindas ao magistrado no comando da Casa.

O governador comentou sobre o respeito mútuo que que manteve com os dois presidentes anteriores do TJMG, contemporâneos de sua gestão à frente do estado. “Somos um governo transparente, que preza por um bom relacionamento, e tenho certeza que vamos aprimorar o que já era bom”, afirmou.

O novo presidente do TJMG foi empossado pelo antecessor, desembargador Gilson Soares Lemes, que ocupava o cargo desde 2020. Ao transmitir a presidência, Gilson Soares Lemes fez um balanço das conquistas desses dois anos à frente do cargo. “Nesse biênio, muitas sementes foram plantadas e  os frutos estão agora sendo colhidos”, afirmou, ao citar avanços em áreas como tecnologia, infância e juventude, sustentabilidade e combate à violência contra a mulher.

Leia Também:  Governador participa de encontro com lideranças empresariais e políticas de Minas Gerais

Ele salientou o trabalho de conciliação do Tribunal para a resolução de conflitos, em especial referência ao papel desempenhado após o rompimento da barragem de Brumadinho. “Destaco o acordo de proporções históricas e de repercussão mundial, no valor de quase R$38 bilhões, celebrado entre a mineradora Vale, o estado de Minas e as instituições públicas, um entendimento que encerrou uma batalha jurídica que poderia se estender por mais de duas décadas”, disse, citando ainda o programa Destrava Minas, responsável por desemperrar obras públicas que não tiveram andamento em razão de entraves jurídicos, por meio de um comitê interinstitucional, com a Advocacia Geral do Estado (AGE) representando o Governo de Minas Gerais.

José Arthur Filho se formou em Direito no ano de 1984, pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Ele já havia ocupado cargos na Diretoria da Associação dos Advogados de Minas Gerais,foi diretor jurídico do Banco de Crédito Real, consultor jurídico do Instituto Mineiro de Assistência aos Municípios (Imam) e também atuou no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG).

O novo encarregado pela direção do colegiado de magistrados enfatizou o papel do Judiciário na proteção de uma sociedade livre, justa, fraterna e solidária, obedecendo preceitos da Constituição Federal de 1988, e reverberou a importância de manutenção do diálogo entre instituições. “Manteremos uma relação harmoniosa e o equilíbrio entre os Poderes, seguiremos em defesa de garantias e independência e autonomia do Judiciário, vamos fortalecer o permanente diálogo com advogados, procuradores do Estado, Ministério Público e membros da Defensoria Pública com o objetivo comum de defesa da ordem jurídica e do estado democrático”, assinalou.

Leia Também:  Romeu Zema defende medidas para controle do preço do combustível

Ele chegou ao tribunal ao assumir uma cadeira como desembargador do TJMG em 2014 e, antes de chegar à presidência do tribunal, havia sido superintendente adjunto administrativo da Casa, onde também exerceu as funções de superintendente de Planejamento Administrativo e Gestão de Bens, Serviços e Patrimônio, além de membro da Comissão de Orçamento, Planejamento e Finanças.

Também tomaram posse na cerimônia os demais integrantes da Alta Direção da Corte: desembargador Alberto Vilas Boas Vieira de Sousa  (primeiro vice-presidente), desembargador Renato Luís Dresch segundo (vice-presidente), desembargadora Ana Paula Nannetti Caixeta (terceira vice-presidente), desembargador Luiz Carlos de Azevedo Corrêa Junior (corregedor-geral de Justiça) e Yeda Monteiro Athias (vice-corregedora-geral de Justiça).

O Legislativo mineiro também esteve na solenidade, com a presença do presidente do  Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Agostinho Patrus. A mesa de honra foi composta ainda pelo prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman, e pela presidente da Câmara Municipal de BH, Nely Aquino, além do senador Alexandre Silveira e do deputado federal Olavo Bilac.

Fonte: Agência Minas

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ALPINÓPOLIS E REGIÃO

MINAS GERAIS

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA