Minas Gerais

Hospital Regional Antônio Dias, em Patos de Minas, será ampliado

Publicados

em

Mônica Salomão / Fhemig

O Governo de Minas, por meio Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), oficializou nesta sexta-feira (1/7) o convênio com a Prefeitura Municipal de Patos de Minas, no Alto Paranaíba, para a realização da obra de ampliação do Hospital Regional Antônio Dias (HRAD).

O convênio, publicado no Diário Oficial de 24/6, terá vigência de 46 meses para que a prefeitura planeje e execute as obras na unidade, orçadas em R$ 34 milhões – recurso que será repassado pela fundação, sendo que já foram repassados R$ 20 milhões essa semana. Na mesma ocasião, foi lançado o Serviço de Atendimento Móvel (Samu) 192 da macrorregião Noroeste, em que foram investidos outros R$ 23 milhões.

Durante a assinatura do convênio, o secretário de Estado de Saúde (SES), Fábio Baccheretti, lembrou que existem três princípios fundamentais no Sistema Único de Saúde (SUS): a universalidade, a integralidade e a equidade. “É justamente em relação à equidade que estamos nos esforçando em suprir as demandas da macrorregião Noroeste, atendendo às pessoas dentro daquilo que mais necessitam. Estamos, aos poucos, ampliando os serviços nos municípios. A partir de agosto, quando alguém ligar para o 192, terá uma ambulância a caminho, que levará o paciente imediatamente a um hospital e, com isso, terá mais chances de plena recuperação. Estamos plantando sementes. Não seremos aqueles que vão inaugurar o novo prédio do HRAD, mas garantimos que essa conquista seja realizada”, afirmou o secretário.

O prefeito de Patos de Minas, Luís Eduardo Falcão Ferreira, informou que “o projeto do novo prédio do HRAD já está pronto há meses, o convênio foi hoje assinado e os recursos já estão na conta do município”. Segundo ele, essa é uma solicitação antiga de usuários e servidores do hospital. “Ainda não resolvemos todos os problemas da saúde pública em nosso município, mas estamos dando passos importantes rumo a isso. O convênio para a ampliação do HRAD é um marco valioso para toda a região”, avaliou Falcão.

“Foram mais de 20 anos de tentativas de ampliação do Hospital Regional Antônio Dias, que agora se concretiza com a assinatura do convênio entre a Fhemig e a Prefeitura de Patos de Minas”, reforçou a diretora do HRAD, Valéria Costa Queiroz. “É o início de uma nova etapa de desafios, prestando assistência de qualidade, de acordo com o nosso perfil vocacional, que são os atendimentos de média e alta complexidades. A unidade completa, em 18/7, 92 anos de atuação e contribui muito para a assistência segura e de qualidade da macrorregião. Continuaremos firmes nessa missão: o atendimento humanizado e integral”, completa.

Leia Também:  Rodovia MG-479 em Januária, no Norte de Minas, vai receber pavimentação em trecho de 46 quilômetros

A expansão do HRAD irá viabilizar a implantação do Banco de Leite; a expansão de salas no Bloco Cirúrgico; e novos leitos de UTI adulto. O Bloco Obstétrico ganhará um Centro de Parto Normal, composto por Pré-Parto, Parto e Pós-Parto (PPP). O setor de Neonatologia, que hoje possui leitos de UTI Neonatal (UTIN) e de Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal (UCINCo), também será ampliado; e criada a Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Canguru (UCINCa). Ainda estão previstos no projeto a realocação da área administrativa e a modernização do parque tecnológico.

Como resultado, além da melhoria da qualidade no atendimento de média e alta complexidade para a macrorregião, fundamentado no cuidado humanizado e integral, espera-se maior conforto aos usuários SUS e aos servidores da unidade, em consonância com as diretrizes estratégicas da Fhemig.

Perfil assistencial

Inaugurado em 1930, o Hospital Regional Antônio Dias presta serviços de média e alta complexidade em traumato-ortopedia, urgências clínicas e pediátricas, neurocirurgia, além do atendimento a pacientes com queimaduras graves, acidente vascular cerebral (AVC), gestações de alto risco e vítimas de violência sexual.

O HRAD atua, ainda, como principal formador de recursos humanos do SUS na região, por meio de convênios com instituições de ensino técnico e superior para a formação de profissionais na área de saúde. Oferece, também, estágios acadêmicos e residência médica e multiprofissional nas áreas de suas especialidades. 

Atualmente, a capacidade instalada do hospital é de 136 leitos, sendo: nove leitos de UTI adulto; seis leitos de UTI neonatal e três leitos de cuidados intermediários neonatal; 16 leitos de clínica médica; 18 leitos para cirurgia geral; dez leitos para pediatria; 24 leitos para clínica ortopédica e 17 leitos de alojamento conjunto. Na Unidade de Curta Permanência, há 15 leitos disponíveis, sendo seis de ortopedia, quatro de cirurgia geral e cinco de clínica médica. Na Unidade de Decisão Clínica (UDC), são três leitos.

Em março de 2020, o hospital se tornou referência na macrorregião para pacientes graves acometidos por covid-19 e que necessitavam de leitos de UTI.

Leia Também:  Análises do IMA garantem apoio à fiscalização agropecuária

Em abril deste ano, o Hospital Regional Antônio Dias foi habilitado para atendimento em alta complexidade em traumato-ortopedia, e vem pleiteando habilitação como unidade de assistência de alta complexidade em neurocirurgia e centro de atendimento de urgência a pacientes com acidente vascular cerebral (AVC), considerando que integra o componente de Neurotrauma Hospitalar da Rede de Urgência e Emergência.

Mônica Salomão / Fhemig

Samu

Ainda em Patos de Minas, o secretário de Saúde Fábio Baccheretti participou do lançamento do Samu 192 da Macrorregião Noroeste. Foram repassados mais de R$ 23 milhões para a implantação do serviço, que abrange 33 municípios da região. Serão 33 unidades móveis de atendimento, sendo sete unidades de transporte avançado (USAs) e 26 unidades de suporte básico (USBs). As bases estão instaladas em 21 cidades, atendendo a uma população de mais de 700 mil habitantes dos 33 municípios.

O prefeito de João Pinheiro e presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência e Emergência da Região Ampliada Noroeste (Cisreuno), Edmar Xavier Maciel, declarou que “é um momento de muita alegria, principalmente para os municípios mais distantes. Foi um sonho que quase desistimos e hoje se concretiza, todos ganham com esse investimento tão importante. Vamos conseguir levar socorro e atendimento aos mais de 700 mil moradores da região”.

As ambulâncias já foram entregues e a operação do serviço terá início nas próximas semanas. O Samu 192 Regional atende ao princípio da regionalização dos serviços de saúde no âmbito do SUS e Minas terá, até o final de 2022, todas as regiões do estado atendidas pelo serviço.

A gestão  do Samu 192 Noroeste será realizada pelo Consórcio Cisreuno. As cidades atendidas pelo consórcio são: Arapuá, Carmo do Paranaíba, Cruzeiro da Fortaleza, Guarda-Mor, Guimarânia, Lagamar, Lagoa Formosa, Matutina, Patos de Minas, Presidente Olegário, Rio Paranaíba, Santa Rosa da Serra, São Gonçalo do Abaeté, São Gotardo, Serra do Salitre, Tiros, Varjão de Minas, Vazante, Arinos, Bonfinópolis de Minas, Buritis, Cabeceira Grande, Chapada Gaúcha, Dom Bosco, Formoso, Natalândia, Paracatu, Riachinho, Unaí, Uruana de Minas, Brasilândia de Minas, João Pinheiro e Lagoa Grande.

Fonte: Agência Minas

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Minas Gerais

Governador prestigia posse do novo presidente do TJMG

Publicados

em

O governador Romeu Zema participou da posse do novo presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador José Arthur Filho, que assume o cargo para o biênio 2022-2024. A cerimônia ocorreu nesta sexta-feira (1/7), no Palácio das Artes, em Belo Horizonte.

Zema celebrou sua primeira participação presencial em uma posse da presidência do órgão, já que, durante a cerimônia de 2020, ele só pôde fazê-lo por videoconferência, em função da pandemia. “Fico muito satisfeito de o Tribunal mais uma vez ter feito um processo transparente, liso, e ter nomeado alguém com tanta capacidade”, disse, ao dar boas vindas ao magistrado no comando da Casa.

O governador comentou sobre o respeito mútuo que que manteve com os dois presidentes anteriores do TJMG, contemporâneos de sua gestão à frente do estado. “Somos um governo transparente, que preza por um bom relacionamento, e tenho certeza que vamos aprimorar o que já era bom”, afirmou.

O novo presidente do TJMG foi empossado pelo antecessor, desembargador Gilson Soares Lemes, que ocupava o cargo desde 2020. Ao transmitir a presidência, Gilson Soares Lemes fez um balanço das conquistas desses dois anos à frente do cargo. “Nesse biênio, muitas sementes foram plantadas e  os frutos estão agora sendo colhidos”, afirmou, ao citar avanços em áreas como tecnologia, infância e juventude, sustentabilidade e combate à violência contra a mulher.

Leia Também:  Previsão do tempo para Minas Gerais nesta seguna-feira, 27 de junho

Ele salientou o trabalho de conciliação do Tribunal para a resolução de conflitos, em especial referência ao papel desempenhado após o rompimento da barragem de Brumadinho. “Destaco o acordo de proporções históricas e de repercussão mundial, no valor de quase R$38 bilhões, celebrado entre a mineradora Vale, o estado de Minas e as instituições públicas, um entendimento que encerrou uma batalha jurídica que poderia se estender por mais de duas décadas”, disse, citando ainda o programa Destrava Minas, responsável por desemperrar obras públicas que não tiveram andamento em razão de entraves jurídicos, por meio de um comitê interinstitucional, com a Advocacia Geral do Estado (AGE) representando o Governo de Minas Gerais.

José Arthur Filho se formou em Direito no ano de 1984, pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Ele já havia ocupado cargos na Diretoria da Associação dos Advogados de Minas Gerais,foi diretor jurídico do Banco de Crédito Real, consultor jurídico do Instituto Mineiro de Assistência aos Municípios (Imam) e também atuou no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG).

O novo encarregado pela direção do colegiado de magistrados enfatizou o papel do Judiciário na proteção de uma sociedade livre, justa, fraterna e solidária, obedecendo preceitos da Constituição Federal de 1988, e reverberou a importância de manutenção do diálogo entre instituições. “Manteremos uma relação harmoniosa e o equilíbrio entre os Poderes, seguiremos em defesa de garantias e independência e autonomia do Judiciário, vamos fortalecer o permanente diálogo com advogados, procuradores do Estado, Ministério Público e membros da Defensoria Pública com o objetivo comum de defesa da ordem jurídica e do estado democrático”, assinalou.

Leia Também:  Três em cada quatro idosos ainda não tomaram a vacina contra a gripe

Ele chegou ao tribunal ao assumir uma cadeira como desembargador do TJMG em 2014 e, antes de chegar à presidência do tribunal, havia sido superintendente adjunto administrativo da Casa, onde também exerceu as funções de superintendente de Planejamento Administrativo e Gestão de Bens, Serviços e Patrimônio, além de membro da Comissão de Orçamento, Planejamento e Finanças.

Também tomaram posse na cerimônia os demais integrantes da Alta Direção da Corte: desembargador Alberto Vilas Boas Vieira de Sousa  (primeiro vice-presidente), desembargador Renato Luís Dresch segundo (vice-presidente), desembargadora Ana Paula Nannetti Caixeta (terceira vice-presidente), desembargador Luiz Carlos de Azevedo Corrêa Junior (corregedor-geral de Justiça) e Yeda Monteiro Athias (vice-corregedora-geral de Justiça).

O Legislativo mineiro também esteve na solenidade, com a presença do presidente do  Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Agostinho Patrus. A mesa de honra foi composta ainda pelo prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman, e pela presidente da Câmara Municipal de BH, Nely Aquino, além do senador Alexandre Silveira e do deputado federal Olavo Bilac.

Fonte: Agência Minas

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ALPINÓPOLIS E REGIÃO

MINAS GERAIS

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA