Inclusão

LBV precisa de doações para continuar prestando atendimento a famílias mais vulneráveis

Publicados

em

A Legião da Boa Vontade (LBV) solicita doações para intensificar as ações emergenciais que vem prestando a milhares de famílias em situação de vulnerabilidade social e em risco alimentar afetadas fortemente pela pandemia do novo coronavírus.
Por meio da Campanha SOS Calamidades de enfretamento à Covid-19, a LBV vem entregando cestas de alimentos não perecíveis e kits de higiene e de limpeza em dezenas de cidades brasileiras.
As doações para a campanha podem ser feitas no site www.lbv.org.br ou por transferência bancária via PIX, pelo
e-mail: [email protected]
O resultado das ações realizadas pode ser conferido no endereço @LBVBrasil no Instagram e no Facebook.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Coisas de Pele: Você sabe quais são os cuidados com sua pele no Inverno?
Propaganda

CIDADES

Férias-prêmio: Sancionada junto à LDO, emenda do Deputado Dalmo Ribeiro exige proposição de calendário de pagamento

Publicados

em

Com o objetivo de valorizar o funcionalismo público, o Deputado Dalmo Ribeiro apresentou emenda para inclusão do cronograma de pagamento das férias-prêmio dos servidores mineiros na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2022. A proposta foi aprovada pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais e já sancionada pelo Governador Romeu Zema, junto à LDO, no último dia 29.

“A valorização dos servidores públicos é uma demanda urgente. Essa emenda faz justiça ao funcionalismo, evita o progressivo endividamento do Estado e ainda garante importante injeção de recursos na nossa economia.” declara o Deputado.

O Governo de Minas está aguardando nova disponibilidade de recursos para dar sequência aos pagamentos. De acordo com a Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag-MG), o calendário de quitação será apresentado em breve.

Férias-Prêmio
As férias-prêmio correspondem a três meses de licença, que são concedidas aos servidores públicos a cada cinco anos de trabalho. Muitos, porém, optam por receber o benefício em dinheiro.

O pagamento foi paralisado em 2015, na gestão anterior ao Governo Zema, e retomado em 2019 para aqueles servidores que tiveram sua aposentadoria publicada ao longo de 2013 e 2014. Cerca de 22 mil servidores públicos mineiros aposentados possuem valores a receber. O débito gira em torno de R$ 582,7 milhões, segundo dados da Secretaria de Estado de Fazenda (SEF-MG).

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Férias-prêmio: Sancionada junto à LDO, emenda do Deputado Dalmo Ribeiro exige proposição de calendário de pagamento
Continue lendo

ALPINÓPOLIS E REGIÃO

MINAS GERAIS

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA