Minas Gerais

Programa de gestão e educação socioambiental ganha nova modelagem

Publicados

em


Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad) lançou o projeto piloto da nova estrutura do programa Ambientação, com a assinatura de Termos de Cooperação Técnica com dez organizações parceiras do Governo de Minas.

O Ambientação é um programa de gestão e educação socioambiental, criado em 2003 pela Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam). Em 2019, a iniciativa foi incorporada à Semad. Dentro da nova proposta do programa, cada organização parceira receberá um catálogo de ações dividido em cinco modalidades: água, energia, materiais, resíduos e qualidade de vida. O documento será acompanhado de um guia prático orientativo. 

As instituições participantes serão capacitadas, a distância, e podem receber certificado de organizações sustentáveis, com selo de até cinco estrelas, cada uma delas representando uma temática do programa. 

A parceria envolve as seguintes instituições: Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa)Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig)Fundação Ezequiel Dias (Funed)Minas Gerais Participações (MGI)Instituto de Metrologia e Qualidade do Estado de Minas Gerais (Ipem-MG)Escola de Saúde de Pública de Minas Gerais (ESP-MG)Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG)Fundação de Educação para o Trabalho de Minas Gerais (Utramig)Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge) e Fundação Hemominas

Leia Também:  Sistema FAEMG dá boas-vindas à primeira turma do Programa de Estágio ATeG

A secretária Marília Melo ressalta a importância das organizações parceiras para auxiliar na retomada do Ambientação. Estão envolvidas as seguintes instituições: Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa)Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig)Fundação Ezequiel Dias (Funed)Minas Gerais Participações (MGI)Instituto de Metrologia e Qualidade do Estado de Minas Gerais (Ipem-MG)Escola de Saúde de Pública de Minas Gerais (ESP-MG)Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG)Fundação de Educação para o Trabalho de Minas Gerais (Utramig)Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge) e Fundação Hemominas

Marília lembra, ainda, os resultados do trabalho realizado desde o início do programa, com a implantação de coleta seletiva em órgãos de Estado. “A partir do momento que nossas instituições trabalham com a gestão adequada de resíduos sólidos urbanos, a separação de materiais recicláveis e demais práticas sustentáveis, em cooperação com os catadores de resíduos, somos exemplo para toda sociedade”, avalia.

Certificação

Nas próximas semanas será disponibilizada, na plataforma Trilhas do Saber, uma capacitação para as instituições participantes. A qualificação vai abordar o processo de certificação, a nova estrutura do catálogo de ações, além das funcionalidades da nova versão do Sistema Integrado de Gestão Ambientação (Siga). 

Leia Também:  Ouvidoria-Geral do Estado tem vaga disponível pelo Transforma Minas

Integrante da comissão gestora do Ambientação, a gestora ambiental da Semad, Marcella Gouveia, ressalta que as dez organizações que firmaram os termos com o Estado participaram de uma etapa de diagnóstico para identificar os pontos positivos e as áreas do Ambientação que necessitavam de atenção. “As contribuições recebidas nos ajudaram a construir o formato novo do programa”, acrescenta.

A nova modelagem do Ambientação foi apresentada durante a abertura da Semana do Meio Ambiente, na segunda-feira (7/6).

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Minas Gerais

Divulgados os finalistas do Concurso Estadual de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais

Publicados

em


A Emater-MG disponibilizou a relação dos finalistas do 18º Concurso Estadual de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais. São 15 amostras da categoria “Café Natural” e 16 amostras da categoria “Café Cereja Descascado/Desmucilado ou Despolpado”. Os nomes dos vencedores da premiação serão relevados em live no dia 10/12, no canal da empresa no YouTube, às 14h.

Na etapa final do concurso, que ocorreu no dia 29/11, as amostras foram submetidas à análise sensorial, de acordo com a metodologia da Associação de Cafés Especiais (SCA), sendo observados atributos como fragrância, aroma, sabor, acidez, corpo, uniformidade, ausência de defeitos, doçura, finalização, equilíbrio e avaliação global. Segundo os jurados do concurso, os grãos concorrentes este ano são de excelente qualidade e devem atingir notas muito altas.

Na solenidade de encerramento do concurso e divulgação dos vencedores da premiação, serão conhecidos os três primeiros colocados de cada região produtora (Sul de Minas, Matas de Minas, Cerrado e Chapada de Minas) em cada categoria e o grande campeão estadual (a maior nota do concurso). Também será destacada a cafeicultora que obtiver a melhor pontuação entre os finalistas.

Leia Também:  Minas ganha observatório voltado para trabalho, emprego e renda 

O Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais é promovido pelo Governo de Minas Gerais, por meio da Emater-MG e da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa), em parceria com a Universidade Federal de Lavras (Ufla), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas e a Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Faepe). 

Neste ano, o concurso recebeu 1.557 inscrições.

Para conferir a lista dos finalistas, clique aqui

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ALPINÓPOLIS E REGIÃO

MINAS GERAIS

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA