conecte-se conosco


Geral

Mulher de 27 anos é suspeita de planejar assalto contra os pais

Publicados

em

A polícia militar foi solicitada a comparecer em uma residência em FURNAS, bairro DE  São José da Barra. Lá C. E. B. S de 39 anos, informou que estava acontecendo um assalto. No local estava U. F. S de 27 anos, filha das vítimas M.L.S 56 anos, e D.A.F.S 54 anos disse que ouviu o interfone e foi atendê-lo.

Ao atender disseram que K.D.P de 24 anos, seu ex-namorado, havia lhe mandado entregar um presente. Por se tratar de época de páscoa, ela acreditou e abriu a porta sendo a posteriori rendida por dois indivíduos. Um deles estava de moletom cinza escuro com capuz e turbante na face. Inesperadamente colocaram uma faca em seu pescoço e entraram para dentro da residência.

A mulher ainda informou que durante a ação no interior da residência, os supostos autores lhes disseram: “VOCÊ QUE É A FAMOSA (U),FOI O (K) QUE NOS PASSOU ESSA FITA”.

Após isso, sob gritos de ameaça, os supostos autores disseram aos pais que iriam levar a filha com eles, oportunidade em que sua mãe gritou para que não fizessem isso e que poderiam levar o que quisesse da casa.

Leia Também:  Pessoa Desaparecida em Passos

Os assaltantes amarraram a família utilizando lençóis e fios de computador e logo após os supostos autores pegaram vários objetos da casa como eletrodomésticos, ferramentas, objetos pessoais, celulares, entre outros e indagaram M. onde estaria a chave do carro.

O veículo, um Cruze, ano 2014, cor preta, de SÃO JOSÉ DA BARRA/MG foi utilizado para a fuga, mas durante a ação acabaram deixando a faca, instrumento do crime, em cima do balcão da varanda.

A polícia se deslocou até a residência do pai do ex-namorado da suspeita tentando encontra-lo, mas o homen afirmou que o filho se  mudou para Passos-MG há um ano, não sabendo seu endereço.

A busca por possíveis pistas levou o  COPOM de Passos a bloqueiar várias vias e durante as buscas a PM recebeu ligação denunciando que o veículo foi visto nas proximidades do Bairro JARDIM FLAMBOYANT.

Os militares conseguirem encontrar o carro  roubado em uma garagem no referido bairro. A polícia entrou  e abordou K.R.L.S., 23 anos, W. R. C., 28 anos, M. R. A., 27 anos e P. A. S., 19 anos que confessaram a autoria do delito. sendo que os materiais subtraídos foram recuperados. Em conseguinte, os supostos autores foram levados ao PROP/77ª Cia PM, onde durante a lavratura do Reds, K. e W. passaram a pormenorizar a dinâmica do fato delituoso, relatando que são amigos de U. F. S. na rede social “facebook”, a qual teria combinado com os supostos autores a prática do crime.

Leia Também:  SRS Passos distribui 23.740 mil doses de vacinas aos municípios*

Eles ainda disseram que a filha arquitetou e planejou todo o crime, como os autores não conheciam o município a moça contratou um carro para ir até a residência. Os autores ainda afirmaram que a mulher disse que seu pai possuía um cofre no andar de cima da residência, onde continha dinheiro e jóias, bem como pediu que levassem o carro.

Diante das informações repassadas pelos supostos autores a polícia foi até o local do crime,  a suspeita e foi presa e conduzida ao PROP/77ª Cia PM. O ex-namorado também foi conduzido à delegacia para depoimentos.

#roubo #sãoJosédaBarra #gmais

As investigações continuam agora com a Polícia Civil.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Geral

RECEITA FEDERAL DOA 2,3 TONELADAS DE ROUPAS “PIRATEADAS” AO IFSULDEMINAS PARA FABRICAÇÃO DE MÁSCARAS CONTRA A COVID-19

Publicados

em

A entrega será hoje, 19/04, no Campus Muzambinho. As máscaras produzidas serão destinadas a doações.
Mais de 2,3 toneladas de roupas contrafeitas (“pirateadas”) apreendidas em operações da Receita Federal serão utilizadas na prevenção contra a COVID-19. Parte das peças serão transformadas em máscaras protetoras, que beneficiarão a população carente do sul de MG. A estimativa é de que milhares de máscaras serão produzidas e, posteriormente, doadas às Secretarias Municipais de Saúde, Secretarias Municipais de Ação Social, Habitação e Trabalho e, em especial, à população carente sul mineira A descaracterização das peças e fabricação das máscaras ficarão por conta do IFSULDEMINAS, em mais uma parceria com a Receita Federal.

A entrega das 2,3 toneladas será feita pela Receita Federal ao IFSULDEMINAS hoje, 19 de abril, em Muzambinho, no Campus do IFSULDEMINAS, às 11h da manhã. Estarão presentes o Delegado da Receita Federal do Brasil em Varginha, auditor-fiscal Michel Lopes Teodoro e o Reitor do IFSULDEMINAS Prof. Marcelo Bregagnoli.

Além das quase 3800 peças, nesta quinta-feira, 15 de abril, outra doação foi feita pela Receita Federal ao IFSULDEMINAS: 160 mil litros de bebidas destiladas que serão transformadas em álcool gel 70%. Essas bebidas foram apreendidas em uma fábrica clandestina de cachaça em Montes Claros, em uma operação de fiscalização da Receita Federal e PMMG.

Leia Também:  Repasse do duodécimo é superior a 25% do orçamento. O Menor índice, cerca de 7% ocorreu em 2018.

Da origem criminosa para o destino solidário

As peças de vestuário foram apreendidas em operações de fiscalização da Receita Federal no sul de MG, que combatem o descaminho, ou seja, a importação de mercadorias sem o pagamento do imposto. O objetivo dessas operações é evitar a circulação, em território nacional, de produtos potencialmente nocivos à saúde e ao meio ambiente. Por se tratar de imitações de marcas conhecidas nacionalmente, os vestuários precisam ser destruídos. Uma das formas de destruição prevista na legislação é a descaracterização.

“Após ficarem prontas, as máscaras serão doadas a diversas entidades beneficentes, hospitais e associações mineiras. Essa é uma forma de respondermos à sociedade de forma solidária e também extremamente útil à prevenção da COVID-19, já que sabemos que o uso de máscaras é essencial durante a pandemia”, explica o Delegado da Receita Federal do Brasil no Sul de Minas, auditor-fiscal Michel Lopes Teodoro.

Ainda de acordo com o auditor-fiscal, a destinação sustentável é prática crescente em Minas Gerais. “Além de abarcar os três pilares da sustentabilidade – econômico, ambiental e social -, essa destinação é também solidária, e busca, sempre que possível, ajudar a parcela da população que mais precisa da presença estatal. É mais uma forma de cumprirmos nosso propósito, sempre voltado para o bem comum e para o desenvolvimento coletivo”.

Leia Também:  Santa Casa de Poços tem mais de 800 pacientes na fila por cirurgia bariátrica

Para o reitor do IFSULDEMINAS, professor Marcelo Bregagnoli, a parceria tem se mostrado muito positiva e quem ganha é o contribuinte. “Temos uma parceria muito efetiva com a Receita Federal, fortalecendo o valor público entre as instituições. Ações como essa nos enchem de orgulho por sabermos que vamos além do ensino, pesquisa e extensão, ampliando nossas ações sociais junto a sociedade”.

Processo de Transformação

De acordo com o IFSULDEMINAS, a descaracterização acontece com a retirada de etiquetas, marcas e logomarcas em evidência, e o material será reutilizado na confecção de máscaras de proteção contra a COVID-19. Além do vestuário, outros itens estão sendo destinados ao IFSULDEMINAS, como: cintos, sapatos e bonés. Esses artigos serão doados à população de baixa renda ou em situação de vulnerabilidade.

Parceria pelo bem

Desde o início da pandemia, Receita Federal e IFSULDEMINAS trabalham juntos em ações sustentáveis e solidárias. Até o momento, a Receita Federal já entregou ao IFSULDEMINAS 90 mil litros de bebidas alcoólicas e mais de 2500 frascos de perfumes para a transformação em álcool em gel. Além disso, destinou 57 toneladas de tabaco para a transformação de adubo orgânico. Todo o material produzido foi doado a hospitais, entidades beneficentes e associações comunitárias de todo estado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ALPINÓPOLIS E REGIÃO

MINAS GERAIS

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA