Informação

Hemominas convoca doadores de sangue O positivo e todos os grupos negativos

Publicados

em

 

Uma queda de 63% nos estoques de sangue do tipo O positivo e de 53% dos grupos negativos tem preocupado a Fundação Hemominas quanto ao risco de desabastecimento de sangue no estado. A rede é responsável por cerca de 95% da cobertura hemoterápica em Minas Gerais, relativa a procedimentos vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS).

A Hemominas abastece aproximadamente 600 entidades conveniadas, incluindo hospitais públicos, filantrópicos e particulares, alcançando cerca de 800 municípios, direta ou indiretamente. Lembrando, ainda, que em seus ambulatórios são atendidos cerca de oito mil pacientes hematológicos que dependem de transfusão sanguínea para sobreviver.

Mais do que nunca, é fundamental que os doadores voluntários de sangue dos referidos grupos sanguíneos compareçam o quanto antes a uma de suas unidades para fazer a doação. Sangue não se compra nem se vende: só a doação solidária, consciente e responsável pode salvar vidas.

Cuidados

O quadro de baixos estoques é agravado pela pandemia e pelo inverno, que impactam no comparecimento de doadores. Vale lembrar que a Fundação Hemominas toma todos os cuidados para garantir a segurança dos doadores em suas unidades: com uso de máscara, distanciamento, higienização adequada, higiene frequente de mãos, como recomendam a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)  e a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Leia Também:  Romeu Zema participa da cerimônia que marca a sanção da lei que libera R$ 2,8 bi para o metrô de BH, ao lado do presidente Jair Bolsonaro

Agende sua doação on-line ou pelo aplicativo MGapp-Cidadão e ajude a salvar vidas!

Como doar

Entre os requisitos básicos para doar, é necessário estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos, mais de 50 kg, estar descansado e alimentado no momento da doação,  e apresentar documento original e oficial com foto.

Candidatos à doação de sangue que foram infectados pelos vírus covid-19, após diagnóstico clínico e/ou laboratorial ficam inaptos por 30 dias após completa recuperação ;

Candidatos que tiveram contato com pessoas que apresentaram diagnóstico clínico/laboratorial de infecção por covid-19 são considerados inaptos pelo período de 14 dias, após o último contato com essas pessoas.

Em virtude da pandemia, o candidato que apresente qualquer sintoma respiratório, mesmo leve, deve aguardar 30 dias após a recuperação para doar.

Vacinas

A vacinação contra a Covid-19 também impacta o comparecimento de doadores nas unidades, já que existe um período de inaptidão após cada dose. Esse prazo depende da imunização recebida. Para as vacinas disponíveis até o momento, os prazos são:

Leia Também:  Previsão do tempo para Minas Gerais nesta terça-feira, 30 de novembro

·           Coronovac/Sinovac: 48h

·           AstraZeneca/Fiocruz: 7 dias

·           Pfizer/BioNTech: 7 dias

·           Janssen-Cilag: 7 dias

·           Sputnik V: 7 dias

·           Covaxin/Bharat Biotech: 48h

·           Moderna: 7 dias

No site da Fundação Hemominas estão descritas todas as condições e restrições para doação de sangue.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Informação

Retrospectiva 2021: entenda o que aconteceu neste ano tão imprevisível

Publicados

em


O ano está acabando, mas ainda há tempo para fazer uma retrospectiva dos maiores acontecimentos de 2021, a começar pelo início da vacinação brasileira contra a covid-19 em Janeiro, possibilitando a volta a atividades que foram interrompidas por conta da pandemia. Neste mesmo mês, ocorreu também a invasão do Capitólio em Washington por apoiadores do ex-presidente americano Donald Trump, para forçar os parlamentares a não declararem a vitória do democrata Joe Biden, episódio que foi reprimido e considerado uma ameaça direta à democracia.
Em fevereiro, ocorreu a crise de oxigênio de Manaus, que resultou em uma sobrecarga de transferências hospitalares para regiões próximas e desencadeou a morte de milhares de pacientes, visto que o estado não possuía oxigênio para tratar os casos graves da doença – situação encaminhada ao Governo Federal com antecedência segundo o governador Wilson Lima . Durante tal situação, vários artistas se solidarizaram para doar os cilindros que os hospitais estavam precisando, além de providenciarem várias outras doações de materiais hospitalares na tentativa de sancionar o problema.
No mês seguinte, a notícia de que um navio cargueiro bloqueou o Canal de Suez, local onde passam os maiores navios cargueiros do mundo, fez com que o comércio mundial fosse bastante afetado ao provocar um engarrafamento de mais de 429 navios. Tal problema foi resolvido, mas deixou um prejuízo de aproximadamente 14 milhões de dólares e vários prejuízos -tanto para empresas quanto para a administração do canal.
Já em Maio, outra grande situação chamou a atenção mundial: os intensos conflitos da Faixa de Gaza pelo lado Israelense durante o mês sagrado muçulmano do Ramadâ e a resposta aos ataques pelo grupo palestino. Houve bombardeio de mísseis de ambos os lados, resultando em mais de 200 mortos e, após 11 dias, um cessar-fogo foi feito com mediação egípcia para que ambos possam manter-se estáveis. Nesse mesmo mês, o Brasil sofreu uma perda irreparável: a morte do humorista Paulo Gustavo, que estava internado por complicações com a covid.
Em Junho, um grande esquema foi montado em Goiás para a captura de um assassino em série, que estava aterrorizando moradores da região. Ele acabou sendo morto pelos policiais após 20 dias de intensas perseguições. Ainda neste mês, ocorreram protestos contra o atual governo em resposta às mais de 500 mil mortes pela covid-19 e pela defesa da vacinação.
No mês seguinte, o mundo parou o seu olhar para Tóquio, local onde estavam ocorrendo as Olimpíadas de 2020 e que encantou o mundo com o talento e brilho dos atletas. O Brasil alcançou seu maior desempenho da história na competição, acumulando 21 medalhas no total e ficando em 12° lugar na competição, tendo um desempenho espetacular também nas paralimpíadas, que aconteceram em Agosto, fazendo o Brasil atingir outra histórica marca: 22 medalhas no total, acabando em 7° lugar no geral e igualando a sua marca de Londres, em 2012. Vale ressaltar que o maior evento esportivo do mundo não aconteceu em 2020 pelo o fato da pandemia, sendo assim, adiado para 2021.
Em Setembro, o grupo extremista Talibã voltou ao poder no Afeganistão após a saída das tropas americanas da região e a Assembleia das Nações Unidas foi iniciada para debater vários assuntos presentes no mundo atual. Uma pauta que chamou bastante atenção foi a retirada das usinas de carvão do exterior por parte da China e a preocupação de vários países com a questão ambiental, assunto debatido com maior impacto na COP 26 em Novembro, sendo esta, a maior conferência climática do mundo. Neste mês, ainda ocorreu uma das maiores perdas para a música brasileira: a morte em uma queda de avião da cantora sertaneja, Marília Mendonça.
Por fim, dezembro chegou trazendo fortes chuvas na região Nordeste, atingindo mais fortemente a região da Bahia, provocando diversas enchentes que causaram a destruição de casas e a morte de mais de 18 pessoas. Outra pauta do mês foi a vacinação de crianças entre 5 a 11 anos, onde após várias discussões, começará em janeiro. 2021 foi um ano diferente, onde ocorreram tragédias e conquistas. Que 2022 venha para trazer paz, esperança e auxílio a quem necessita.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governo de Minas apresenta oportunidades para agência oficial de investimentos do Qatar
Continue lendo

ALPINÓPOLIS E REGIÃO

MINAS GERAIS

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA