Geral

Vice-governador diz que papel do Estado é de articulador

Publicados

em

Em reunião realizada nesta terça-feira (22/02), em Passos,  o vice-governador de Minas Gerais,  Paulo Brant, disse que o papel do governo do Estado,  em se tratando de desenvolvimento econômico dos municípios, é de articulador. Sua função é buscar todas as instituições e instrumentos existentes e colocá-los à  disposição das cidades.

“Quem conhece a realidade de Passos e região são vocês. Vocês que têm que articular as perguntas ao governo do Estado para que possamos dar uma resposta”, frisou Brant dizendo que o governo de Minas Gerais está comprometido em dar o apoio necessário para trabalhar em conjunto com os municípios.

Brant veio a Passos com o objetivo de trabalhar a pauta: Investimento. “Estamos vivendo o drama de uma pandemia com todas as consequências que ela traz: crise sanitária, crise econômica, social. Mas antes da pandemia, o Brasil já não estava bem, há 15 anos que o Brasil não cresce, que a economia está estagnada”, lembrou o vice-governador citando que o desafio para este momento é fazer a economia voltar a ter dinamismo.

Leia Também:  Confira essa dica da colunista Adriana Faria

Brant afirmou que os agentes públicos têm o compromisso de cuidar e trabalhar das por políticas públicas bem executadas nas áreas de saúde, educação, segurança. Porém, não podem deixar também de trabalhar em prol da aceleração do desenvolvimento econômico. “Sem crescimento econômico nós não vamos conseguir resolver definitivamente a vida das pessoas.”

Formado em economia, o vice-governador assumiu que o processo de atração de investimentos é bastante complexo. “Envolve além das políticas federais, apoio do governo do Estado, e muita ação do governo municipal. A atuação do prefeito tem que ser dinâmica.”

Segundo ele, o primeiro passo é que os prefeitos tenham  o espírito empreendedor. “Prefeito tem que acreditar, gerar investimentos, gerar empreendedorismo na sua cidade. A importância deste papel é crucial”, citou ele dizendo que Passos caminha neste rumo e tem se destacado em relação ao desenvolvimento econômico.

O vice-governador finalizou sua fala citando a importância do município de Passos aprovar  projeto de lei  que dá liberdade econômica aos empresários, visualizando ser este o caminho   para atrair novos investidores para a cidade e acelerar o desenvolvimento da economia local.

Leia Também:  Governo de Minas vai realizar mais duas edições do Circuito Mineiro de Oportunidades e Negócios

#economia #passos #informação #gmais

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Geral

Campanha Agro Fraterno leva cestas de alimentos para produtores rurais do Município de Bonfim

Publicados

em

 

Mais um município foi beneficiado pela ação da campanha Agro Fraterno em Roraima. Dessa vez, famílias de produtores rurais do Município de Bonfim receberam doações de quase 2 toneladas  de alimentos. As entregas ocorreram nos Projetos de Assentamento (PA) Alta Arraia e Fruto Verde.

A Presidente da Associação do PA Fruto Verde, Luiza Azevedo, falou que as cestas chegaram em boa hora. “Nós estamos passando por inverno rigoroso, perdemos toda nossa produção e os alimentos do Agro Fraterno ajudarão na alimentação de nossas famílias”, destacou a produtora Luiza.

O Secretário de Agricultura do Município de Bonfim, Newton Figueiredo, ressaltou que a ajuda do Agro Fraterno auxiliará os produtores rurais que perderam a produção em decorrência das fortes chuvas, que também afetaram as estradas com as cheias dos rios e igarapés. “Essa ação é de extrema importância, pois no momento nossos produtores enfrentam essas dificuldades e, com esse apoio, terão alimento na mesa”, enfatizou o Secretário.

O Agro Fraterno tem por objetivo, além de arrecadar e distribuir alimentos, ajudar famílias de trabalhadores e de produtores rurais em situação de insegurança alimentar, que enfrentam o inverno rigoroso e a grave crise gerada pela pandemia da Covid 19. Em Roraima, o Sistema Faerr/Senar já entregou mais de 10 toneladas de alimentos.

Leia Também:  Confira as dicas da arquiteta Carol Nassor sobre fachadas!

O Agro Fraterno é um movimento liderado pela CNA/Senar, pela OCB, pelas entidades do IPA com apoio do Sistema FAERR/SENAR e pelo Sindicato dos Produtores Rurais de Bonfim, que se reuniram em uma corrente solidária para ajudar as famílias mais necessitadas atingidas pelo inverno rigoroso e pela grave crise gerada pela pandemia da Covid 19.

Assessoria de Comunicação SENAR Roraima

facebook.com/Sistemafaerrsenar

instagram.com/faerr_senar

Fonte: CNA Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ALPINÓPOLIS E REGIÃO

MINAS GERAIS

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA