Minas Gerais

Emater-MG conquista prêmio Melhores do Agronegócio 2021

Publicados

em


A Emater-MG foi a empresa vencedora do prêmio Melhores do Agronegócio 2021, concedido pela revista Globo Rural e Editora Globo, na categoria Serviços Agropecuários. A premiação é feita com base em dados coletados pela Serasa Experian relativos ao exercício de 2020. São avaliadas empresas por desempenho e gestão e listadas as maiores em mais de 20 segmentos do agronegócio – com cortes por região, estado e indicadores financeiros.

A avaliação também traz as melhores em cada ramo, com base em critérios técnicos de avaliação de resultados e aspectos sobre responsabilidade socioambiental. Em 2020, a Emater-MG, empresa vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa), conquistou o segundo lugar, também na categoria Serviços Agropecuários.

Emater / Divulgação

A cerimônia de premiação será virtual e com transmissão ao vivo por todas as plataformas digitais da Globo Rural, no dia 30/11, às 19h. No evento, será lançada a 17ª edição do Anuário do Agronegócio 2021, publicação distribuída a todo o país com os rankings das melhores e maiores empresas ligadas à agropecuária brasileira, bem como reportagens especiais com os vencedores do prêmio Melhores do Agronegócio 2021.

Leia Também:  Estradas mineiras ficarão mais seguras com 598 novos radares de velocidade

O diretor-presidente da Emater-MG, Otávio Maia, destacou o reconhecimento obtido pela empresa, que completa 73 anos em dezembro de 2021. “Hoje a Emater atua em 805 municípios mineiros, sempre em parceria com as prefeituras municipais, promovendo assistência técnica e extensão rural qualificadas. A empresa trabalha usando sua metodologia participativa, numa construção coletiva com os produtores rurais e todos os demais parceiros que atuam no setor”, afirma o presidente.

Análise das empresas

A análise das empresas atuantes no setor do agronegócio é feita com base nos questionários e nas demonstrações contábeis enviados à Serasa Experian, como também nas demonstrações contábeis divulgadas no mercado.

As empresas são classificadas segundo sua atividade principal. Em 2021 foram mais de 20 segmentos analisados: Alimentos e Bebidas; Atacado e Varejo; Aves e Suínos; Bioenergia; Comércio Exterior; Cooperativas; Defensivos Agrícolas; Fertilizantes; Frutas, Flores e Hortaliças; Indústria de Café; Indústria de Carne; Indústria de Soja e Óleos; Laticínios; Máquinas e Equipamentos Agropecuários; Massas e Farinhas; Nutrição Animal; Papel, Celulose e Reflorestamento; Produção Agropecuária; Saúde Animal; Sementes; Orgânicos; Pescados e Serviços Agropecuários.

Leia Também:  Paraná conquista o certificado de área livre de febre aftosa sem vacinação

A análise com base nos índices financeiros tem peso de 70% na nota final, e o índice de responsabilidade Socioambiental, de 30% .
 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Minas Gerais

Governo de Minas inicia nesta segunda-feira distribuição de 400 mil doses de Coronavac para vacinar crianças

Publicados

em


O Governo de Minas inicia, nesta segunda-feira (24/1), a distribuição de cerca de 400 mil doses da vacina Coronavac para a imunização de crianças e adolescentes de 6 a 17 anos no estado. A Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG) irá detalhar o cronograma de entrega dos imunizantes aos municípios e as recomendações para a aplicação também nesta segunda-feira.

“Com a aprovação da Anvisa sobre o uso da Coronavac para crianças, vamos utilizar as 400 mil doses que Minas tem estocadas para vacinação do público de 6 a 17 anos. A maior operação de vacinação da história de Minas segue avançando! Por favor, vacine”, disse o governador Romeu Zema, via Twitter.

Na última quinta-feira (20/1), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a aplicação da Coronavac no público de 6 a 17 anos, incluindo um veto ao uso em pessoas com baixa imunidade.

Minas Gerais já havia iniciado a vacinação de crianças de 5 a 11 anos no dia 14/1 com imunizantes da Pfizer. O primeiro garotinho a receber a vacina foi Miguel Bittencourt, de 11 anos, morador de Vespasiano. A expectativa é aplicar a primeira dose em 1,8 milhão de meninos e meninas do estado até o final de março.

Leia Também:  Paraná conquista o certificado de área livre de febre aftosa sem vacinação

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ALPINÓPOLIS E REGIÃO

MINAS GERAIS

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA