ESPORTES

América vence o Cruzeiro de virada na primeira metade da semifinal

Publicados

em


O América conquistou uma valiosa vitória no primeiro duelo das semifinais do Campeonato Mineiro. No estádio Mineirão, o time comandado pelo técnico Lisca venceu o Cruzeiro-MG, de virada, por 2 a 1. O Coelho saiu atrás do placar no primeiro tempo, com gol marcado pelo atacante Rafael Sobis. Porém, o América não sucumbiu e batalhou pelo triunfo. Alê, em belo cabeceio, empatou aos 40 minutos do segundo tempo. Aos 44, Ademir se colocou bem dentro da área e foi decisivo, marcando o gol da virada americana.

Com o triunfo, o Coelho pode chegar às finais do Campeonato Mineiro com um empate ou derrota por 1 gol de diferença. O time terá a semana livre para preparação sob o comando de Lisca e jogará a partida decisiva contra o Cruzeiro-MG, na Arena Independência, às 16h do próximo domingo.

O JOGO

O primeiro tempo começou com o América buscando acertar a articulação e escapar rapidamente para o ataque, acionando principalmente o centroavante Rodolfo. A primeira boa chance do Coelho veio aos 10 minutos, após roubada de bola do ataque americano, o volante Zé Ricardo chegou no rebote fora da área e finalizou pela linha de fundo.

Aos 21 minutos, Rodolfo puxou o contra-ataque e, após boa trama pelo lado esquerdo, recebeu passe dentro da área e chutou forte para o gol. Porém, o goleiro do Cruzeiro-MG saltou e espalmou. Aos 30 minutos, Alê também teve sua chance e cabeceou após cruzamento de Bruno Nazário; a bola foi para fora. Já aos 35, Rodolfo bateu falta com um chute potente que foi novamente defendido pelo goleiro Fábio.

  América domina o jogo e vence o Coimbra pelo Campeonato Mineiro

Leia Também:  Referência do surfe mira campeãs mundiais e quer medalha em estreia

O time americano vinha bloqueando bem as tentativas de ataque do time da casa, principalmente com boas intervenções do zagueiro Eduardo Bauermann. Contudo, aos 37 minutos, após lançamento em profundidade, o Cruzeiro-MG avançou pelo lado direito e a bola foi tocada para Rafael Sobis, que chegou por trás e chutou no canto, vencendo o goleiro Cavichioli.

Nos minutos finais, o Cruzeiro-MG teve uma chance para ampliar, mas Matheus Cavichioli saiu bem e se jogou aos pés do atacante adversário, impedindo o gol. O Coelho tentou a reação, mas o primeiro tempo findou-se com vantagem para o rival no placar.

No segundo tempo, o América retornou determinado a buscar o empate nos primeiros minutos. Aos 8, Rodolfo recebeu bom passe em profundidade e desviou de primeira frente a frente com Fábio, mas a bola caprichosamente bateu no travessão. Aos 13, o time americano acabou sofrendo o segundo gol do Cruzeiro-MG, mas após revisão do VAR, o lance foi invalidado pela arbitragem.

Em seguida, o técnico Lisca fez três substituições de uma só vez, promovendo as entradas de Gustavo, Leandro Carvalho e Ribamar. Aos poucos, o panorama da partida foi mudando e o América passou a dominar as ações após os 30 minutos. O time apertou o rival em seu campo de defesa e conseguiu êxito. Aos 40 minutos, Leandro Carvalho cobrou escanteio com perfeição para Alê, que fez bela movimentação, subiu mais alto que a marcação no primeiro poste e cabeceou certeiro no canto oposto para empatar o clássico.

  América mantém foco e trabalha para confronto direto com o CSA

Leia Também:  Cuiabá e Figueirense empatam em jogo sem gols

Revigorado com o gol, o América manteve o ímpeto ofensivo e chegava com perigo principalmente pelo lado esquerdo. Aos 44 minutos, Leandro Carvalho brilhou novamente, visualizou a movimentação de Ademir, que entrara também na segunda etapa, e fez um lançamento preciso. Ademir sabiamente desviou de primeira e tirou do alcance do goleiro Fábio para virar o placar a favor do Coelho.

O clássico seguiu emocionante até o fim. O Coelho manteve o placar favorável e a vantagem nas semifinais do estadual.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPORTES

Pirani vibra com ‘sonho realizado’ e quer Santos vivo no Paulista: “Vamos lutar até o fim”

Publicados

em


Com a goleada por 5 a 0 sobre o The Strongest na última terça-feira (4), na Vila Belmiro, pela 3ª rodada da fase de grupos da Conmebol Libertadores, o Santos FC voltou a vencer após cinco jogos de jejum na temporada. E o resultado diante dos bolivianos contou com a ótima colaboração da Gabriel Pirani.

O meia, de apenas 19 anos, foi o autor da assistência para Marinho abrir o placar antes do primeiro minuto e também anotou o segundo tento do Peixe na goleada. Empolgado com a boa apresentação no torneio continental, o camisa 20 vibrou com o sonho realizado.

“Foi um momento especial demais. Não só meu, mas também de toda a minha família. É uma luta diária que a gente tem para chegar no objetivo. Marcar um gol com essa camisa numa Libertadores é um sonho realizado. Tudo isso é fruto de muito trabalho. Agora é trabalhar mais ainda para que novos sonhos se realizem”, afirmou Pirani.

Com a esperança reavivada na Conmebol Libertadores, o Santos FC agora muda seu foco no Campeonato Paulista. O Alvinegro Praiano encara o Palmeiras nesta quinta-feira (6), às 21h, no Allianz Parque, pela 11ª rodada, e precisa da vitória para seguir sonhando com a classificação para as quartas de final do torneio.

  Fluminense vence o Santos e atinge sete jogos sem perder

Leia Também:  Brasileiro: Bahia arranca empate com Goiás no estádio da Serrinha

Antes disso, porém, os santistas precisam dar uma ‘secada’ no Guarani. Na segunda colocação do grupo D, com 14 pontos, a equipe de Campinas faz clássico com a Ponte nesta quarta (5), às 21h, no Moisés Lucarelli. Caso consiga a vitória diante da Macaca, o Bugre consegue a vaga e elimina matematicamente o Santos FC do Paulistão.

“Vamos secar um pouco o Guarani contra a Ponte, sim. Mas temos que fazer a nossa parte também contra o Palmeiras. Vamos lutar até o fim e dar o máximo para vencer o clássico também. Sabemos que a situação no Paulista é difícil, mas vamos seguir lutando”, concluiu Pirani.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ALPINÓPOLIS E REGIÃO

MINAS GERAIS

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA