Política

Novembro Azul alerta sobre os riscos do câncer de próstata

Publicados

em

Desta sexta-feira (4/11/22) até o dia 17 deste mês, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) promove o Novembro Azul, campanha de prevenção e combate ao câncer de próstata.

Com o objetivo de dar visibilidade às políticas de prevenção e combate a essa doença, a sede do Parlamento mineiro destaca suas fachadas com a cor azul. Serão iluminadas as entradas do Espaço Democrático José Aparecido de Oliveira (Edjao) e da Rua Rodrigues Caldas, no Bairro Santo Agostinho, em Belo Horizonte.

Durante todo o mês de novembro, a ALMG e outras entidades realizam ainda atividades que buscam a conscientização do público masculino quanto à necessidade de cuidar de sua própria saúde. Nesse contexto, é valorizada a realização de exames que impactam de maneira direta a saúde do homem, especialmente os exames de toque e o Antígeno Prostático Específico (PSA).

Coisa de homem

Com o mote “Em novembro, cuidar da saúde também é coisa de homem”, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) e o Ministério da Saúde estão divulgando ações para que os homens cuidem de sua saúde como um todo. Os dois órgãos lançaram em seus portais na internet materiais informativos sobre o câncer de próstata.

O Inca, por exemplo, produziu o vídeo “Saúde do homem – um alerta e ao mesmo tempo um convite para que o homem se cuide”. O material está sendo exibido pela rede de cinemas Kinoplex em todas as suas salas, em diferentes estados do País.

Leia Também:  Histórico familiar impacta risco de câncer de pulmão em não fumantes

O movimento Novembro Azul surgiu em 2003, na Austrália, com o objetivo de chamar a atenção para a prevenção e o diagnóstico precoce de doenças que atingem a população masculina.

Segundo mais comum entre os homens

Segundo o Inca, no Brasil o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não melanoma.

Em valores absolutos e considerando ambos os sexos, também é o segundo tipo mais comum. A incidência é menor nos países em desenvolvimento quando comparados aos desenvolvidos. Mais do que qualquer outro tipo, o câncer de próstata é considerado uma doença da terceira idade, já que cerca de 75% dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos.

A próstata

A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen, abaixo da bexiga e à frente do reto (parte final do intestino grosso).

É um órgão pequeno, com formato de maçã, que envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada. A próstata produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozoides, liberado durante o ato sexual.

Leia Também:  Férias escolares representam riscos de acidentes envolvendo crianças

Câncer

O câncer de próstata evolui lentamente e, na maioria das vezes, os sintomas são percebidos quando a doença já está em estágio avançado, dificultando o tratamento. Os principais sintomas são a diminuição do jato de urina e um aumento da frequência urinária. Também pode ser observada alguma dificuldade ao urinar.

Como formas de prevenir a manifestação da doença pode-se destacar a ingestão de alimentação saudável, rica em verduras, vitaminas e cereais, evitando-se gorduras de origem animal e o consumo excessivo de carne. Outros hábitos saudáveis colaboram para a prevenção, como não fumar, beber moderadamente e realizar atividades físicas.

Urologista

A partir dos 50 anos, recomenda-se que o homem procure o urologista anualmente para realizar os exames. Já os pacientes com histórico familiar da doença devem procurar o médico a partir dos 45 anos. Estima-se que homens com parentes próximos que tiveram esse tipo de câncer antes dos 60 anos têm, em média, 3 a 10 vezes mais riscos de desenvolver essa neoplasia.

Fonte: Assembléia Legislativa de MG

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Novo portal da Assembleia será lançado nesta segunda (7)

Publicados

em

Informação oficial, com acesso rápido e de fácil compreensão. A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) entrega para a população, nesta segunda-feira (7/11/22), um novo portal. Nele, o cidadão encontra informações sobre o trabalho dos deputados e das deputadas, pode compreender melhor o processo legislativo, participar e acompanhar ao vivo as atividades do Plenário, das comissões parlamentares e dos eventos institucionais.

Todo projeto, desenvolvido pelos servidores da própria instituição, foi orientado para facilitar o acesso às informações, com cuidado especial na reescrita dos conteúdos e na modernização da tecnologia utilizada.

“O novo Portal reúne um amplo banco de dados, com linguagem acessível, seções intuitivas e, assim, coloca o cidadão ainda mais próximo da rotina de trabalho dos parlamentares, com um formato mais eficiente, transparente e com a credibilidade que sempre caracterizou os meios de Comunicação Social do Legislativo mineiro”, destaca o presidente da Assembleia, deputado Agostinho Patrus (PSD).

“Além de acompanhar em tempo real as discussões sobre temas que impactam a vida das mineiras e dos mineiros, quem visita o novo portal terá em mãos, ainda, um forte instrumento de fiscalização das atribuições do poder público”, conclui o presidente Agostinho Patrus.

Leia Também:  Epamig lança informe agropecuário sobre peixes ornamentais

Serviços

Uma das novidades é a seção que reúne os diversos serviços públicos gratuitos oferecidos pela ALMG aos cidadãos, como cursos e atividades de formação política, emissão de carteira de identidade e seguro-desemprego, atendimentos ao consumidor, entre outros.

Entenda a Assembleia

Outro destaque do novo portal é a seção Entenda a Assembleia, que explica, por meio de textos e ilustrações, o funcionamento do Poder Legislativo, as funções dos parlamentares, as estruturas física, política e administrativa da ALMG e termos do processo legislativo, entre outros conceitos.

Mobile first

O novo portal segue o conceito de “mobile first”, direcionado aos dispositivos móveis, para melhorar a experiência do usuário (um site mais limpo, funcional e visualmente agradável) e o ranqueamento nas pesquisas do Google. O carregamento das páginas também foi otimizado, com a abertura gradual de conteúdos, conforme o interesse do usuário.

Dessa forma, com uma comunicação mais inclusiva e plural, os usuários encontram mais rapidamente as informações de seu interesse, em uma linguagem acessível e fácil de ser compreendida, seja pesquisando pelo Google ou navegando no próprio site.

Leia Também:  Romper silêncio é desafio em escolas atingidas por mineração

Economia de recursos

O desenvolvimento do novo portal está sendo conduzido por uma equipe formada exclusivamente por servidores da ALMG, o que gerou uma economia da ordem de R$ 1 milhão.

Esse trabalho envolveu a realização de pesquisas sobre a arquitetura de informação do novo portal e a reescrita de conteúdos. Estatísticas de acesso, pesquisa de satisfação junto aos públicos e estudos com instituições de referência, nacionais e internacionais, também fundamentaram as mudanças.

A reformulação do portal é um dos projetos que compõem o Direcionamento Estratégico da Assembleia, no ciclo 2020-2030. 

Fonte: Assembléia Legislativa de MG

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ALPINÓPOLIS E REGIÃO

MINAS GERAIS

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA