conecte-se conosco


Gestão Pública

Com trabalho em equipe Alex Cavalcante (PSDB) reduz gastos da Câmara dos Vereadores

Publicados

em

A Câmara Municipal de Alpinópolis, presidida pelo comunicador e estudante de gestão pública, Alex Cavalcante (PSDB) dá exemplo e os gastos nesse primeiro quadrimestre é o menor dos últimos 9 anos. Após o fechamento do setor contábil da casa na última semana, o resultado, que já era esperado devido ao planejamento gestor, se concretizou. Para se ter uma ideia até mesmo os gastos com café da tarde gerou cortes significativos.

“Não sou contra o servidor ter um café da tarde, apenas penso que não tem necessidade de refrigerantes, salgados e outras regalias. Muita gente come pão com manteiga, outros não podem comer sequer o pão e são felizes. Os servidores entenderam e decidimos juntos, com diálogo e compromisso de todos. Nenhum trabalho de sucesso é feito de maneira individual. Também foram reduzidos custos com impressão de folhas e estamos distribuindo as atas e projetos pelo WhatsApp, porém o vereador é livre para pedir na secretária legislativa o projeto impresso.” Analisou Cavalcante.

Vale ressaltar que a presidência da câmara tem bons projetos para as pessoas, com destaque para o relacionamento do presidente com o diretor regional do SEBRAE/MG que podem resultar na implantação da Sala Mineira do Empreendedor. As dificuldades com o orçamento não são obstáculos para a Mesa Diretora, mesmo com a redução de 30% a equipe administrativa e contábil e assessores somam forças com a mesa,  com muito compromisso e reponsabilidade mostrando que para cuidar do dinheiro público precisa-se tomar decisões impopulares as vezes, deixar de lado a vaidade, pensar no futuro e cortar as despesas da forma que der. Somente assim, com foco e coletividade que os resultados podem acontecer. 

Leia Também:  Mulher de 27 anos é suspeita de planejar assalto contra os pais

“Quando precisar usar dinheiro público será para aquelas ações inevitáveis. Não dá pra mentir para o povo falando que vou à Brasília com R$ 50,00 reais. Não dá pra ir  a não ser que seja em um carro movido a água, ou pedindo carona. Vamos usar quando for necessário, mas sempre prezando pela transparência. Em aproximadamente 120 dias de gestão não foi paga nenhuma diária de alimentação e nem viagens para os vereadores. Avaliou o presidente.

Foi com essa seriedade, cautela e planejamento que os gastos despencaram. Outro detalhe a ser observado está relacionado a Folha de Pagamento que também teve uma leve redução nesse período. Os estagiários que recebiam salário mínimo ou mais passaram a receber em conformidade com os vencimentos da prefeitura. Ninguém recebe privilégios para pagamentos de favores de campanha e dessa maneira a mesa fica livre para administrar a casa, como deve ser.

Entrando na questão prática o cidadão vai ter a exata noção do reflexo gestor quando analisarmos os números. Em  2021 foi aprovado pela última mesa diretora um orçamento que se equipara ao mesmo do ano de 2012, na época o poder legislativo trabalhou com um orçamento de R$ 1.881.500,00 (Hum milhão, oitocentos e oitenta e um mil e quinhentos) reais. Esse ano o orçamento foi aprovado em R$1.880,000 (Hum milhão, oitocentos e oitenta mil) reais.

Convertendo os custos da câmara em salários mínimos no período de janeiro a abril, desde 2018 até agora, no primeiro ano as despesas foram equivalentes a 445 salários mínimos, e na atual administração são 375 salários, ou seja, uma diferença notável de 70 salários mínimos. Ainda podemos falar do poder de compra, em 2018, por exemplo, com o orçamento de R$2.104.974,95 (Dois milhões, cento e quatro mil, novecentos e setenta e quatro reais e noventa e cinco centavos) o salário mínimo era R$954,00 (novecentos e cinquenta e quatro reais) e no primeiro quadrimestre foram pagas despesas que somam R$ 424.669,45 (quatrocentos e vinte e quatro mil, seiscentos e sessenta e nove reais e quarenta e cinco centavos)  contra R$435.445,77 em 2019, R$ 438.495,33 em 2020 e R$412.901,07 pago nesse ano.

FOTO_ Alex Cavalcante (PSDB) , as vereadoras Joice Santos e Maísa Marques (PSD) e a assessora jurídica, Rhanya Piantino Queiroz Leitão

Se avaliarmos outra realidade do brasileiro chegamos a seguinte conclusão. Em 2012 o gás de cozinha custava R$40,62 (quarenta reais e sessenta e dois centavos) e a gasolina R$ 2,66 ( dois reais e sessenta e seis centavos). Hoje o brasileiro paga pelo gás de cozinha e pela gasolina R$ 6,29 (seis reais e vinte nove centavos) e R$ 95,00 (noventa e cinco reais) respectivamente. Com essa analogia concluímos também que mesmo o valor do orçamento sendo equivalente ao de 2012 na atualidade conseguiremos comprar menos da metade do que se comprava naquele tempo com esse mesmo orçamento.

Leia Também:  Donos de drogarias querem regulamentar horário de funcionamento

“Hoje qualquer um pode encontrar cursos, palestras, treinamentos, produtos e serviços pela internet. Se planejar, pesquisar e principalmente valorizar a sua equipe, com certeza as coisas acontecem. Agradeço aos vereadores, aos assessores e principalmente aos servidores da câmara pela confiança e credibilidade. Sozinho eu não faria isso acontecer, o mérito é da equipe” . Finalizou.

 

Período Repasse Anual Despesas Pagas
Janeiro a Abril 2018 2.104.974,95 424.669,45
Janeiro a Abril 2019 2.345.490,36 435.445,77
Janeiro a Abril 2020 2.458.820,36 438.495,33
Janeiro a Abril 2021 1.880.000,00 412.901,07

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Alex Mochila leva agência UAI para Alpinópolis

Publicados

em

O presidente da Câmara de Alpinópolis e pré-candidato a deputado federal, Alex Cavalcante Mochila (PSDB) assinou ontem ( 17/5 ) no gabinete Especial da Seplag (Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão) o convênio para a implantação de um ponto de atendimento do UAI COMPARTILHA para o seu município.
Alpinópolis entra para um seleto time de 12 cidades mineiras que oferecem esse serviço aos seus cidadãos.
A agenda na SEPLAG foi organizada pelo secretário estadual do PSDB , Luigi D’angelo e pelo deputado estadual Dalmo Ribeiro, outro tucano e amigo pessoal do presidente da Câmara.
O convênio assinado pelo Poder Legislativo e uma rara exceção, que demonstra a brilhante articulação política do vereador Alex.
“Enquanto homem público a minha única e exclusiva preocupação será em levar qualidade de vida para a nossa gente.” Afirmou Mochila.
O convênio foi assinado pelo vereador com a secretária de Estado, Luísa Barreto (PSDB) e com o subsecretário Rodrigo Lara Diniz.
Já nesta quarta-feira (18/5) a câmara recebeu o projeto da engenharia e Cavalcante autorizou o início do processo de licitação para adequação do prédio onde será o UAI.
O UAI Compartilha é um CASE de sucesso da Seplag e oferece os mais diversos serviços, desde emissão de entidades a provas do Detran.
Estiveram presentes na cerimônia a assessora do deputado Dalmo, senhora Teresinha e os assessores da Câmara de Alpinópolis, o advogado Roger Aun e o assessor de gabinete, Fernando Freire.
A inauguração está prevista para outubro com presença confirmada da Secretária de Estado, Luísa Barreto.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Flamengo mantém favoritismo em 2020
Continue lendo

ALPINÓPOLIS E REGIÃO

MINAS GERAIS

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA