Brasil e Mundo

Atos golpistas: AGU pede bloqueio de bens de 40 pessoas detidas

Publicados

em

Estragos causados por vandalismo no Edifício-sede do STF
Carlos Moura/SCO/STF

Estragos causados por vandalismo no Edifício-sede do STF


A AGU (Advocacia-Geral da União) entrou, nesta terça-feira (24), com uma solicitação de bloqueio de bens de 40 pessoas que estão detidas por conta do envolvimento nos  atos de invasão e depredação de prédios da Praça dos Três Poderes no dia 8 de janeiro.

A 8ª Vara Federal de Brasília já havia aceitado o pedido da AGU para ampliar para R$ 18,5 milhões o  bloqueio de bens de empresas e pessoas investigadas por financiar os atos antidemocráticos.

O objetivo da ação é fazer com que as pessoas consideradas culpadas pelos danos causados ao patrimônio público possam pagar pela reconstrução da destruição deixada pelos atos terroristas. 


A medida foi elaborada com base em documentos da Polícia Civil do Distrito Federal e da decretação de prisão preventiva, por parte de Alexandre de Moraes,  de ao menos 942 pessoas envolvidas na tentativa de golpe. 

Leia Também:  Tarcísio minimiza envolvimento de aliados em manifestações golpistas

No pedido,a AGU argumenta que os golpistas que estão detidos preventivamente parcitiparam de ações ilícitas que causaram danos materiais e que representaram uma ameaça ao Estado Democrático de Direito.

A punição às pesssoas físicas deve recair sobre imóveis, veículos e valores encontrados em contas bancárias. Além disso, o órgão federal solicita que o processo corra em segredo de justiça.

Veja antes e depois dos ataques aos Três Poderes em Brasília


Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil e Mundo

Atos golpistas: AGU pede o bloqueio de bens de mais 42 pessoas detidas

Publicados

em

Golpistas golpistas invadiram Congresso, STF e Palácio do Planalto
Marcelo Camargo/Agência Brasil – 08.01.2023

Golpistas golpistas invadiram Congresso, STF e Palácio do Planalto


A AGU (Advocacia-Geral da União) entrou, nesta terça-feira (24), com uma solicitação de  bloqueio de bens de mais 42 pessoas que estão detidas por conta do envolvimento nos atos de invasão e depredação de prédios da Praça dos Três Poderes no dia 8 de janeiro.

Essa é a terceira ação cautelar movida pela AGU que tem o objetivo de fazer com que as pessoas consideradas culpadas pelos danos causados ao patrimônio público possam pagar pela reconstrução da destruição deixada pelos atos terroristas. 

No total, já foi solicitado o bloqueio de bens de 134 pessoas e 7 empresas, sendo que 82 pessoas foram acusadas de participar efetivamente da depredação do patrimônio público. 


As outras 52 pessoas e sete empresas tiveram solicitada a indisponibilidade dos bens por financiarem o fretamento de ônibus para os atos antidemocráticos.

Leia Também:  PF prende homem que convocou atiradores para manifestações golpistas

A Justiça Federal já acolheu o pedido para bloquear bens dos acusados de financiar veículos que transportaram pessoas até o Distrito Federal. Cerca de R$ 4,3 milhões só em veículos de pessoas e empresas envolvidas já estão bloqueados.

Leia mais:  Tarcísio vai com Kassab a jantar de Lira e ignora Bolsonaro em fala

A 8ª Vara Federal de Brasília já havia aceitado o pedido da AGU para ampliar para R$ 18,5 milhões o valor a ser ressarcido em relação aos objetos quebrados durante a ação dos golpistas no início do mês.

A medida foi elaborada com base em documentos da Polícia Civil do Distrito Federal e da decretação de prisão preventiva, por parte de Alexandre de Moraes, de ao menos 942 pessoas envolvidas na tentativa de golpe.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ALPINÓPOLIS E REGIÃO

MINAS GERAIS

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA