Brasil e Mundo

Ativista do MTST é nomeado secretário no governo Lula

Publicados

em

Guilherme Simões Pereira, ativista do MTST
Twitter/Reprodução

Guilherme Simões Pereira, ativista do MTST

O governo Lula anunciou nesta terça-feira (24) a nomeação de Guilherme Simões Pereira , ativista do MTST ( Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto ) para ser secretário Nacional Políticas para Territórios Periféricos. A pasta faz parte do Ministério das Cidades , comandada por Jader Filho (MDB-PA).

A Secretaria Nacional Políticas para Territórios Periféricos não existia em outros governos, ou seja, é uma estrutura inédita do governo federal. Em 2022, durante a campanha eleitoral, Lula visitou o Complexo do Alemão e prometeu criar um setor exclusivo para discutir políticas públicas em favor das melhorias das pessoas que moram nas periferias do Brasil.

Na biografia de Simões postada nas redes sociais, ele se coloca como “militante do MTST, do movimento negro e morador do Grajaú”, bairro do extremo-sul de São Paulo. “Enorme honra e responsabilidade! Agora é trabalhar pra que as quebradas sejam o centro da nossa política urbana. A periferia veio pra ficar”, postou no seu perfil no Twitter.

Leia Também:  Governo de Minas oferece curso gratuito de programação e tecnologia

Guilherme Boulos comemorou

Guilherme Boulos, deputado federal eleito pelo PSOL de São Paulo, comemorou a nomeação de Simões. O psolista tem forte ligação com o presidente Lula e com membros do PT, tanto que foi cogitado a assumir o cargo de ministro das Cidades, pasta recriada.

“A periferia vai ser o centro! Nosso companheiro Guilherme Simões foi nomeado para a Secretaria de Políticas para Territórios Periféricos do Ministério das Cidades. Militante do MTST, do movimento negro e morador Grajaú, a voz periférica vai estar bem representada”, comentou.

Boulos é pré-candidato à Prefeitura de São Paulo em 2024. Lula e lideranças do PT, como o ministro da Fazenda Fernando Haddad, já se pronunciaram publicamente que apoiarão o psolista na disputa pelo executivo paulistano.

Em 2020, Boulos concorreu ao cargo em uma chapa pura – Luiza Erundina, também do PSOL, foi sua vice – e chegou ao segundo turno, derrotando outros dois nomes da esquerda: Márcio França (PSB) e Jilmar Tatto (PT). No segundo turno, perdeu para Bruno Covas (PSDB).

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil e Mundo

Atos golpistas: AGU pede o bloqueio de bens de mais 42 pessoas detidas

Publicados

em

Golpistas golpistas invadiram Congresso, STF e Palácio do Planalto
Marcelo Camargo/Agência Brasil – 08.01.2023

Golpistas golpistas invadiram Congresso, STF e Palácio do Planalto


A AGU (Advocacia-Geral da União) entrou, nesta terça-feira (24), com uma solicitação de  bloqueio de bens de mais 42 pessoas que estão detidas por conta do envolvimento nos atos de invasão e depredação de prédios da Praça dos Três Poderes no dia 8 de janeiro.

Essa é a terceira ação cautelar movida pela AGU que tem o objetivo de fazer com que as pessoas consideradas culpadas pelos danos causados ao patrimônio público possam pagar pela reconstrução da destruição deixada pelos atos terroristas. 

No total, já foi solicitado o bloqueio de bens de 134 pessoas e 7 empresas, sendo que 82 pessoas foram acusadas de participar efetivamente da depredação do patrimônio público. 


As outras 52 pessoas e sete empresas tiveram solicitada a indisponibilidade dos bens por financiarem o fretamento de ônibus para os atos antidemocráticos.

Leia Também:  Anderson Torres segue preso após passar por audiência de custódia

A Justiça Federal já acolheu o pedido para bloquear bens dos acusados de financiar veículos que transportaram pessoas até o Distrito Federal. Cerca de R$ 4,3 milhões só em veículos de pessoas e empresas envolvidas já estão bloqueados.

Leia mais:  Tarcísio vai com Kassab a jantar de Lira e ignora Bolsonaro em fala

A 8ª Vara Federal de Brasília já havia aceitado o pedido da AGU para ampliar para R$ 18,5 milhões o valor a ser ressarcido em relação aos objetos quebrados durante a ação dos golpistas no início do mês.

A medida foi elaborada com base em documentos da Polícia Civil do Distrito Federal e da decretação de prisão preventiva, por parte de Alexandre de Moraes, de ao menos 942 pessoas envolvidas na tentativa de golpe.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ALPINÓPOLIS E REGIÃO

MINAS GERAIS

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA